terça-feira, 4 de novembro de 2008

QUEM SOU EU

Sou o que sou
Para onde vou
Não sei d’onde venho
Nem tudo o que tenho

Sou um pouco de vento
Sou um simples momento
Sou passado perdido
Sou coração ferido

Mas afinal quem sou eu
Sou aquele que já temeu
Que caiu e levantou-se
E depois venceu
Afinal sou eu
Sou aquele que venceu
Sou aquele que chorou
Afinal quem sou
Deixem-me ser eu
Deixem-me ser quem sou

5 comentários:

FRAN "O Samurai" disse...

Olá Paulo!

Consegui um tempo e aqui estou visitando seu cantinho!

Gosto de poesias... De vez em quando faço algumas também. A poesia mostra o lado sentimental mais puro da pessoa.

Adorei o poema!

Afinal, a gente sempre procura respostas para o que nós somos e o que viemos fazer aqui neste mundo. Mas como sempre digo.

"Toda pessoa é única!"

Sou o que sou e é isso que eu sou.

Parabéns pelo Blog e vou colocar um link dele no meu OK.

Abraço Paulo.

Judô e Poesia disse...

Belo blog, apreciei os poemas, abraços do Brasil. Domingos.

Luisa Zacarias disse...

"Quem sou EU"
Quem és TU
és um grande Homem que Eu conheci e conheço com muito orgulho e tenho nesta minha vida de amizade...
pois a vida me porpocionou momentos de leitura maravilhosos apesar de serem tristes mas valeu conhecer-te meu AMIGO Paulo C SILVA O POETA.
beijossssssssssssss desta Amiga que muito te presa

Anónimo disse...

Bravo Poeta...
continua a ser quem és!!


felicidades

Luisa Carvalho disse...

Passando para te desejar um santo natal!
Feliz de quem vive amando...
mesmo que ainda se chore
vale apena sempre viver.
A vida é o dom De DEUS vivo!

desta AMIGA Luisa Zacarias
que também é Carvalho.
Este apelido muito importante que me deu a descendência!
Meu querido e amado pai terreno.