segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

SAUDADES DE UM AMOR

Na solidão das minhas noites
Bem sozinho no meu canto
Sinto dor sinto saudade
Das nossas noites de amor

E nos momentos mais tristes
Envolto no velho manto
Pego na caneta e escrevo
Como um velho sonhador

Nas madrugadas bem frias
Em que recordo o teu rosto
Recordo aqueles dias
Em que morri de desgosto

E no meu canto sentado
Vou chorando a minha dor
Meu coração magoado
Com saudades desse amor

Escrevo
Sou um velho sonhador
Que nas madrugadas frias
Escreve versos
Poesias
Com saudades de um amor

5 comentários:

Paula Raposo disse...

Gostei deste teu poema. Saudades de um amor...beijos.

Dalinha Catunda disse...

Olá Paulo,
Você tem o tom certo para falar de sentimentos. Sempre me encanto com seus escritos.
Nesse link:
http://www.crlemberg.com/poeta/dalinha/dalinha.htm
Você vai encontrar parte de meus poemas.
Um abraço,
Dalinha

Paula Raposo disse...

Saudades de te ler! Beijos.

Luis F disse...

O Mar de Sonhos está a celebrar o seu primeiro aniversário. Venho assim agradecer a todos os amigos, aos leitores, a todos os que me ajudaram ao longo deste ano de vida.

O meu obrigado pelo vosso carinho e amizade.

Com amizade

Luis F

Luisa Zacarias disse...

"Saudades saudades sempre as saudades em nosso coração a corroer a ferir a vida e o desgosto.
mas sem duvida que adorei ler este teu poema paulo "saudades de um amor" lindo e belo como todos os teus poemas a pesar de sentimento triste e dorido!!!!
beijo poético